• Erika Yamauti

Não perca: MANF realiza live com chef Telma Shiraishi e Adriana Salay, do Quebrada Alimentada

O prolongamento da pandemia, a discussão sobre o retorno do auxílio emergencial e o aumento do desemprego formam um cenário propício para o aumento da fome no Brasil, com milhares de famílias dependendo de doação de alimentos para garantir o mínimo em casa. Em meio ao agravamento da crise sanitária, social e econômica, diversas organizações e projetos sociais continuam se mobilizando para atender a população mais vulnerável.


Em 2021, o Movimento Água no Feijão (MANF) não terá mais a cozinha comunitária, mas segue apoiando diversos projetos parceiros da chef Telma Shiraishi. O primeiro deles é o Quebrada Alimentada, organizado pelo chef Rodrigo Oliveira e pela pesquisadora e historiadora Adriana Salay, que distribui refeições e cestas básicas na Vila Medeiros, zona Norte de São Paulo (na porta do Restaurante Mocotó).


Para falar mais sobre o atual cenário preocupante do Brasil e conhecer projetos que visam mudar essa situação, teremos no dia 30/03 (terça) um encontro especial com a chef Telma Shiraishi (idealizadora do MANF), que recebe a pesquisadora Adriana Salay, historiadora que pesquisa sobre hábitos alimentares há 9 anos.


Adriana atualmente desenvolve um doutorado em História Social na USP sobre a fome no Brasil e é professora de cursos de pós-graduação em Gastronomia. Coordena o projeto Quebrada Alimentada e foi uma das articuladoras da campanha "Gente é pra brilhar, não pra morrer de fome".


O encontro "Você tem fome do quê?" será transmitido pelo Facebook do MANF e da JCI Brasil-Japão e também pelo canal de Youtube da JCI Brasil-Japão, no dia 30/03 a partir das 19 horas, com apresentação de Murilo Saito. Contamos com a sua participação!


Live MANF - Você tem fome do quê?

Data: 30/03 (terça) - 19h Participação especial: Adriana Salay e chef Telma Shiraishi Apresentação: Murilo Saito www.youtube.com/jcibrasiljapao www.facebook.com/jcibrasiljapao

www.facebook.com/aguanofeijaobr


25 visualizações0 comentário